Tasso anuncia ação do PSDB para enquadrar Bolsonaro na pandemia

O senador Tasso Jereissati anunciou no início da reunião desta terça-feira da CPI da Pandemia no Senado que o PSDB, seu partido, vai acionar a Justiça para obrigar o presidente Jair Bolsonaro a respeitar as regras de distanciamento social e uso de máscara contra a Covid-19, assim como todos os cidadãos brasileiros.

O tucano propôs ainda que a comissão convoque novamente o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para falar sobre a reação da pasta ao fato de Bolsonaro desrespeitar recorrentemente as orientações públicas e oficiais do ministério contra a doença.

Tasso também lembrou que o Brasil está enfrentando uma nova crise de desabastecimento de vacinas em maio e as medidas de proteção como distanciamento social e uso de máscara são as únicas ferramentas disponíveis para combater a pandemia.

O presidente da CPI, Omar Aziz, orientou o colega a enviar o requerimento sobre a nova convocação de Queiroga para que o colegiado o apreciasse.

Bolsonaro, como se sabe, costuma provocar aglomerações — quase sempre sem máscara —, inclusive em viagens por outras cidades do país. No sábado, ele participou de ato de apoio ao seu governo na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Nesta segunda-feira, o Radar revelou que o Planalto se negou a fornecer à CPI uma planilha com os registros de datas, locais e autoridades envolvidas nos passeios do presidente pelo Distrito Federal durante a pandemia, alegando que não há registros oficiais das saídas de Bolsonaro no seu gabinete.

O Radar apurou que a resposta foi enviada na terça-feira da semana passada, mas até o momento não foi publicada no sistema da comissão, porque a fila de documentos que estão chegando ao Senado é longa e têm congestionado o trabalho dos técnicos do Senado.

Continua após a publicidade

Fontes Retirada do Site Veja Abril link da Matéria aqui….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *