Sonda chinesa traz amostras da Lua para estudo

Sonda chinesa traz amostras da Lua para estudo

A missão chinesa Chang’e 5 acaba de retornar do Espaço. E trouxe consigo as primeiras rochas lunares em mais de quatro décadas. O módulo de retorno pousou ontem à noite na região da Mongólia Interior.

A Chang’e 5 foi lançada em 23 de novembro e aterrissou na Lua em 1º de dezembro. O trabalho de perfuração do solo lunar durou cerca de dois dias em uma área ao norte de Mons Ruemker, no Oceano das Tormentas, que fica na região oriental do lado mais próximo da Lua.

Segundo os cientistas, essas amostras podem preencher a lacuna de conhecimento sobre a história da Lua. As primeiras amostras trazidas para a Terra pelas missões Estados Unidos-Rússia têm mais de 3 bilhões de anos. Já as crateras mais recentes têm menos de 1 bilhão de anos.

Esta é a terceira vez que uma espaçonave pousa com sucesso na Lua no século 21. As outras duas também são chinesas: a Chang’e 3 e a Chang’e 4. Elas foram responsáveis por levar veículos de exploração para analisar e fotografar a superfície lunar.

O post Sonda chinesa traz amostras da Lua para estudo apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *