Renan Calheiros e CPI da Covid-19 enviam nota contra a Copa América

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid-19, informou pelo seu perfil no Twitter na noite de sábado, 5, que “impossibilitado de apelar ao bom senso do presidente da República e da CBF” enviou à comissão técnica e aos atletas da seleção brasileira uma nota. O texto publicado em seu site é definido como uma “reflexão” feita pela equipe técnica da CPI da Covid-19 no Senado, “sem qualquer viés político”, sobre a realização da Copa América no Brasil não corresponder à “opção sanitária mais segura para o povo brasileiro”.

A nota lista quatro motivos pelos quais o evento não deve ser realizado no país, entre eles o fato de, na sexta-feira, 4, o número de brasileiros vacinados representarem apenas 10,77% da população. Por isso, aglomerações que facilitem a transmissão do vírus não convêm diante do baixo número de imunizados. “Pelo atraso da vacinação estamos muito distantes da cobertura vacinal mínima para pensar em retomadas da vida normal”, diz o texto.

Além disso, a nota cita que o Brasil registra mais de 470 mil mortos pela Covid-19, em média 2 mil por dia, e que “estamos vivendo um dos momentos mais críticos da doença, sob o risco concreto de uma terceira onda mais severa e, como constatado, com a população ainda não imunizada em percentuais seguros”, diz o texto.

No terceiro argumento, Calheiros afirma que “para muito além da política, há uma discussão entre ciência em oposição ao negacionismo”, e que é preciso trazer os argumentos técnicos frente ao interesse de setores em realizar a Copa América. Já no quarto argumento, cita que por motivos técnicos e não políticos é importante “seguir protocolos internacionais num país que enfrenta um grave momento de pandemia”.

Ao final, a nota esclarece que a equipe técnica da CPI da Covid-19 no Senado não é contra a Copa América no Brasil ou em outro local, mas que acredita “que o torneio pode esperar até que o país esteja preparado para recebê-lo, assim como já aconteceu pela primeira vez na história com uma competição muito mais importante, as Olimpíadas do Japão”.

Neste final de semana, a comissão da Copa América continua os preparativos para o evento cujo início está agendado para o próximo domingo, 13. Os capitães das seleções não participaram da reunião realizada na noite de sábado, 6, e Casemiro, líder da seleção brasileira, afirmou que o posicionamento dos jogadores do time será divulgado após o jogo contra o Paraguai na próxima terça-feira, 8.

Fontes Retirada do Site Veja Abril link da Matéria aqui….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *