Pix cobrança é adiado pelo Banco Central

Pix cobrança é adiado pelo Banco Central

A ferramenta do Pix que permite cobranças com vencimento em datas futuras só começará a funcionar em 15 de março de 2021. A nova data consta na instrução normativa do Banco Central, publicada ontem no Diário Oficial da União.

O PIX cobrança permitirá que empresas ou microempreendedores gerem QR Codes para receber valores. O novo método de pagamento será semelhante ao boleto bancário. Os lojistas, fornecedores e prestadores de serviço poderão incluir — além do valor — juros, multas e descontos.

Originalmente, o Pix Cobrança para datas futuras seria implantado no 4 de janeiro. O Banco Central não informou o motivo do adiamento.

O post Pix cobrança é adiado pelo Banco Central apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *