Músculos robóticos estarão disponíveis para uso clínico até 2050

Músculos robóticos estarão disponíveis para uso clínico até 2050


O projeto emPOWER, financiados pelo Conselho de Pesquisa em Ciências Físicas e Engenharia, do Reino Unido, quer desenvolver músculos robóticos e artificiais para implantes até 2050. O objetivo é restaurar o corpo humano ao ponto de retroceder o relógio biológico e, quem sabe, adiar o envelhecimento.Jonathan Rossiter, professor de robótica da Universidade de Bristol, explica que o emPOWER quer criar um sistema de músculos recarregáveis. O implante tornaria tecidos robóticos capazes de interagir com o organismo.Ou seja, os músculos artificiais serão biocompatíveis e poderão se integrar a órgãos não-robóticos. Um exemplo são os músculos biônicos, que reagem com o tecido ósseo natural e ajudam a coordenar os movimentos de um paciente com dificuldades de andar.Isso pode ajudar a desenvolver opções novas de tratamentos para diversas doenças. Saiba mais em nosso site, www.olhardigital.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *