Lideranças políticas do Rio se movimentam de olho na eleição

Esta quarta-feira foi de movimentações importantes na política do Rio de Janeiro. 

O prefeito Eduardo Paes deixou o DEM e se filiou ao PSD, de Gilberto Kassab. 

A filiação se deu em Brasília, onde o governador Cláudio Castro também protagonizou uma troca de legenda. 

Castro saiu do PSC e se juntou ao PL, de Valdemar da Costa Neto, liderança do centrão e aliado do presidente Bolsonaro.

Também hoje o senador Flávio Bolsonaro anunciou sua saída do Republicanos, partido de Edir Macedo e do ex-prefeito Marcelo Crivella.  

Flávio tem cargo até 2026 no Senado e espera o pai definir para qual partido vai antes de fazer sua escolha.

Já Castro deve ser o candidato do bolsonarismo ao governo do estado, apesar de ainda circularem boatos no Rio de que a família poderia lançar uma segunda opção, possibilidade que deixa de cabelo em pé o governador, que pena para construir uma aliança ampla de partidos para sua reeleição. 

Paes jura de pé junto que não será candidato em 2022, mas o movimento de mudança de partido não convenceu ninguém de que isso no fundo é mais uma articulação para que seu grupo lance candidato próprio no ano que vem.

Continua após a publicidade

Fontes Retirada do Site Veja Abril link da Matéria aqui….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *