Hashtag do momento é Pazuello candidato no Rio

Esta coluna deu o palpite e acertou. A participação do general Eduardo Pazuello na manifestação do último domingo, 23, a favor do governo teve interesses políticos. A prova disso é que uma das hashtags usadas por milhares de usuários hoje no Twitter é #PazuelloGovernadorRJ.

O general da ativa não deveria ter ido à “motociata”. Ao participar do ato, o ex-ministro contrariou as regras e vinculou as Forças Armadas ao governo. Agora, está sendo investigado pelo Exército e deve ir para a reserva. Ao que tudo indica, Pazuello não vai achar ruim a mudança, já que o caminho ficará livre para suas pretensões políticas.

Atualmente, para concorrer a um cargo político, o candidato deve obrigatoriamente ser filiado a um partido. Essa filiação deve acontecer no mínimo 6 meses antes da disputa eleitoral. No entanto, militares da ativa não podem ter filiação partidária. Isso significa que, se quiser entrar na política, Pazuello deverá entrar na reserva e se filiar até abril de 2022, já que as eleições acontecerão em outubro.

O desgaste causado pela CPI da Pandemia não parece ter abalado Pazuello. Se realmente estiver pensando em uma candidatura ao governo do Rio de Janeiro, vai ter que reconstruir sua imagem, arranhada após uma gestão ineficiente à frente do Ministério da Saúde.

Continua após a publicidade

Fontes Retirada do Site Veja Abril link da Matéria aqui….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *