Governistas da CPI se desmentem em um dia

Um fato curioso passou despercebido na semana. Quando o presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), deu voz de prisão a Roberto Dias, os governistas disseram que, dali para frente, ninguém mais falaria na comissão.

No entanto, foram imediatamente desmentidos pelo depoimento  de Francieli Fantinato, ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que chegou munida de um habeas corpus que lhe dava o direito de permanecer em silêncio, mas falou tudo o que tinha para falar e adicionou informações essenciais para as investigações.

O senador Marcos Rogério (DEM-RO), apoiador do governo, inclusive pediu para que Francieli deixasse de ser investigada e passasse a ser tratada como testemunha para não ter o sigilo quebrado. A ex-coordenadora foi elogiada pela contribuição que deu e implicou seriamente algumas autoridades do Ministério da Saúde. Para quem tinha o direito de não falar nada, Francieli falou tudo.

Bastou um dia para que os governistas da comissão fossem desmentidos. Os governistas agora não param de falar. Tudo para defender Jair Bolsonaro. 

Fontes Retirada do Site Veja Abril link da Matéria aqui….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *