Entenda como funcionam os carregadores rápidos de celular

Entenda como funcionam os carregadores rápidos de celular

Que atire a primeira pedra quem nunca ficou sem bateria no celular em algum momento de necessidade. Por isso, o surgimento dos carregadores rápidos foi importante.

A facilidade para recarregar sua bateria em poucos minutos trouxe diversos benefícios aos usuários, principalmente àqueles que usam o celular muitas vezes por dia. Mas você sabe como funcionam os carregadores rápidos?

O carregamento rápido é um recurso cada vez mais popular, mas nem todos os aparelhos usam o mesmo tipo de carregador e nem todos os carregadores rápidos suportam os diversos padrões.

O que é

A saída de uma carga é medida em voltagem e amperagem. A voltagem (tensão) é a força da corrente elétrica, enquanto a amperagem (corrente) é a quantidade de eletricidade fluindo entre bateria e dispositivo. Multiplicando esses valores, você chega à potência total.

Para criar celulares com carregadores turbo, a maioria dos fabricantes aumenta a corrente ou a voltagem para aumentar a energia que chega ao dispositivo. Os padrões de carregamento rápido variam a voltagem em vez de aumentar a amperagem.

Nem todos os celulares suportam carregadores rápidos. Imagem: nito/Shutterstock

Vale ressaltar que seu aparelho só consumirá a energia que seu circuito de carregamento foi projetado. Portas USB 3.0 padrão, por exemplo, saem em um nível de 5 V/ 1 A para dispositivos menores. A maioria dos telefones suportam 5 V/2,4 A. Portanto, para carregamento rápido você procura algo que aumente a voltagem em 5 V, 9 V ou 12 V, ou eleve a amperagem a 3 A ou mais.

Em resumo, mesmo que seu carregador seja de 5 V/3 A, seu celular carregará apenas naquela faixa para a qual ele é projetado. Para que isso funcione não basta um carregador rápido: seu dispositivo precisa de um circuito de carga capaz de usar um dos padrões de carregamento turbo.

Tipos de carregamento rápido

O padrão mais comum é o Qualcomm Quick Charge porque os chipsets da empresa estão muito difundidos na indústria. Você provavelmente encontrará as versões 2.0 e 3.0 do Quick Charge com mais frequência. Cada padrão é compatível com o anterior, então os cabos e adaptadores antigos ainda funcionam.

O Quick Charge 2.0 eleva a tensão em intervalos de cinco, nove e 12 V. Já o 3.0 abrange uma variedade maior, indo de 3,2 V a 20 V, embora ambos tenham uma potência máxima de 18 W.

Além da Qualcomm, Apple e Motorola também têm carregadores rápidos próprios para seus aparelhos. A tecnologia Turbopower, da Motorola, é uma junção entre carregador, bateria e smartphone. Entretanto, a tecnologia está apenas em alguns dispositivos.

Carregador de iPhone
Carregador de iPhone. Imagem: abolukbas/Shutterstock

Meu celular tem carregamento rápido?

Como dissemos, nem todos os celulares são compatíveis com essa tecnologia. De modo geral, você pode carregar seu telefone em um carregador rápido, mas se o aparelho não for compatível, o tempo de carregamento será normal.

Para saber se seu dispositivo suporta a carga rápida, é preciso saber qual o modelo do aparelho e fabricante, por exemplo. Informações sobre carregamento estão nos manuais de usuário.

Carregadores rápidos sem fio

Carregadores sem fio são mais práticos, mas podem não ser tão rápidos quanto aqueles com fio. Muito disso depende do sistema de resfriamento do carregador.

No entanto, assim como nas opções com fio, o principal a se fazer é analisar se seu smartphone tem suporte ao carregamento turbo.

O post Entenda como funcionam os carregadores rápidos de celular apareceu primeiro em Olhar Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *