CPI vota convocações nesta quarta mirando Pazuello, Carluxo e governadores

No primeiro dia sem depoimentos desde o início das oitivas na CPI da Pandemia, os senadores que integram a comissão dedicarão boa parte desta quarta-feira a debates sobre requerimentos de informações e convocações.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o seu antecessor, Eduardo Pazuello, deverão ser chamados novamente a depor. Os membros da CPI deverão ainda convocar nove governadores e 12 prefeitos e ex-prefeitos alvos de operações da PF por desvios de recursos no enfrentamento da Covid-19.

A possível convocação do filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro, deve provocar debates acalorados entre governistas e a oposição. Ele foi citado pelo ex-ministro Luiz Henrique Mandetta e pelo representante de Pfizer, Carlos Murillo, como participante de uma reunião no Palácio do Planalto.

Outro alvo da comissão deverá ser o ex-assessor especial de Bolsonaro, Arthur Weintraub, a quem o presidente designou para estudar a questão da cloroquina no tratamento da doença.

Na reunião desta terça, o presidente da CPI, Omar Aziz, comunicou aos colegas que a comissão iria apreciar 402 requerimentos. Na pauta oficial, até a noite passada, constavam 42.

Continua após a publicidade

Fontes Retirada do Site Veja Abril link da Matéria aqui….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *